quinta-feira, 3 de março de 2011

Confissões de uma Balzaca

Gente,
Hoje o post é um pouquinho diferente! É um Postdepô!!!

Quem vai falar é a minha amiga linda Grazy,  jornalista, apresentadora e Balzaca!

Quem está beirando os 30 como eu, vai se identificar!!! E se você está longe, leia também, passa mais rápido que a gente pensa!!! Buáaaa




Crise dos 29, não dos 30!

Por Grazy Mendonça - jornalista, 30 anos, moradora de Macaé RJ e amiga da Lu


“Pai, aconteceu o óbvio. O Brasil ta eliminado da Copa”. Essa sou eu, ligando pro meu pai no exato momento em que a Holanda eliminava o Brasil na copa de 2010. Meu pai, mais frio, responde: “Isso já era de se esperar.”. Eu, nem tão fria assim, solto a pérola da minha vida: “É, papi, é que nem fazer 30 anos. Eu já esperava, mas ta doendo...”. Ele riu e eu, um mês depois, tornei-me uma balzaca de fato.

Grazy Mendonça- 06/07/1980 – 06/07/2010. Não, meninas! Não é dizer de lápide e eu garanto que não dói assim. Aliás, doeu mais antes que depois. Sim, acreditem: fazer 30 anos não é nenhuma morte e tem suas vantagens.

Lembro-me que quando eu tinha meus 20 e poucos, tudo era uma crise. Tinha crise de identidade, da escolha da carreira, do namorado, crise com a minha mãe, com as minhas celulites e gordurinhas, até de ciúmes das minhas amigas... Muitas vezes, queria várias coisas ao mesmo tempo e entrava em crise por ter que escolher. Não saber se queria o que escolhia desencadeava outra crise. Quando achava que estava tudo bem, aparecia mais uma opção para começar dentro de mim mais uma crise. Doideira!

Depois dos 30, a gente tem menos dúvidas. E, se as tem, é diferente. É sem crise. Por que? Porque quando temos 20 e poucos achamos sempre que o mundo vai acabar aos 30 e que tudo tem que ser decidido até lá. Os últimos seis meses dos 29 são teeeeensos. E a cada 31 de Dezembro que passamos sem a solução do problema que causa a crise, mais frustração. Quando a gente finalmente chega nos 30, percebe um novo começo, de uma nova fase da vida. E a simples palavra começo já tira o peso do “fim da linha” que os 29 representavam. Agora, temos ainda mais pelo menos 10 anos. Ah, e o melhor é que não temos mais a pretenção de resolver tudo até os 40. Boas ou ruins, daqui em diante, parece que as idades serão sempre iguais.

Mudanças físicas?.. CLAAAAAAAARO!!! Eu, que achei que estava bem, já que na minha família as rugas e cabelos brancos demoram mais a aparecer, em contrapartida, engordei seis quilos em 2010 (Ui!!!). Estou com mais quadril e o intestino (que me fazia ser um pato) está preguiçoso. Tenho que me esforçar mais em dieta, malhação e muitas vezes me dá uma vontade louca de tomar uma coisinha pra ajudar a secar (essa crise a gente tem..rsrs.). Tinha perdido dois, mas um já voltou. E pensar que nos meus “anos de crise”, era só eu espirrar que emagrecia... Já me disseram que são os hormônios... dos 30... AFF!!!

A vantagem? Eu não dou mais a importância que dava pra ser magra e esbelta. É claro que luto pra isso, pois sou muito vaidosa, mas sem sofrer. Antigamente, seria capaz de deixar de sair por problema com roupa. Hoje, minhas calças apertadas não me impedem de sair feliz com um vestidinho e me sentindo a mulher mais linda da festa. Parece que a gente adquire uma anorexia ao contrário. O espelho nos mostra mais bonitas do que éramos quando novinhas. É a auto-confiança e a certeza de que estar bem e bonita aos 30 não é apenas sorte, é conquista. UAAAAU!!!

E o amor?? Ah... como o amor é complicado aos 20! Se ele não liga, a gente acha ruim e morde a almofada, sofre, mas não liga também. Pra manter o joguinho, liga é pras amigas pra reclamar. Se ele esquece o dia do aniversário de um mês de namoro, a gente sofre. Desmarcamos compromissos nossos por causa dele. Se esquece algo que falamos, é outra crise... Quando a gente faz 30, vira um pouco “o macho” da relação, sabe? Sério! Isso tudo se torna rizível. Somos mais nós e o futebol não é mais nosso concorrente. Competir com a bola, jamais! Bolas são redondas e nós, lindas e esbeltas. Hehehe!!! Quem perde é ele!

Se ele liga, é lindo. Se não liga, mas a gente quer falar, ligamos, pow (why not? Atiradas nada. Decididas e poderosas!). Ah, e só desmarcamos nossos compromissos por eles se nós quizermos. Não temos mais crise por achar que ele é a última coca-cola do deserto, muito menos a nossa última chance de desencalhar antes dos 30. Simplesmente, porque ele não é e o “antes dos 30” não existe mais. Ah, e depois dos 30 a palavra encalhada perde o peso. Acreditem!! Hehehe!!!

Tudo isso porque a mulher custa muito a entender que é a coisa mais bela que o Senhor fez. Ela passa 30 anos tentando agradar a todos e não vive para si. Aos 30, ela começa a perceber que é mesmo como diz a Bíblia- uma jóia preciosa, cujo valor é maior que o do mais caro rubi. Ela entende que passou tanto tempo abafando seu perfume e descobre o quão atraente é, ainda que mais gordinha e sem o homem que parecia dos seus sonhos. Aliás, ela entende que não se deve sonhar com homens, mas com shopping, chocolate, viagens, sorvete, amigas, comédias românticas, praia, carreira, filhos, casa e tudo o que ELA gosta. E pra nos conquistar, tem que ser tão bom quanto tudo isso. Aí, é como na filosofia da caça às borboletas.. Ficamos tão focadas em nós, que eles aparecem sem que corramos atrás...

E aparecem mesmo! Porque, pra quem não sabe (e eu já ouvi de vários homens),  o sexo masculino prefere a mulher de 30. “Ela é completa, porque se ama e torna-se, com isso, mais atraente. Sabe o que quer, não se importa com pequenas coisas e se torna uma companhia mais agradável. Ainda está linda, mas sua cabeça está melhor. Sua experiência a faz saber mais de nós, homens. Exigem menos e acaba tendo mais de nós...”. E por aí vão, um pouco das razões listadas por eles para preferirem as balzacas. Afinal, meninas, homem gosta de bunda, peito, perna, cintura e cabelão, mas o que ele ama mesmo é uma mulher segura e bem resolvida.

Sei que muitas vão discordar do que leram, talvez por terem tido experiências diferentes aos 30. Meu intuito, porém, foi contar o que fazer 30 trouxe de novo à minha cabeça e animar a Lu, a Joice, a Fefa, a Munique e todas que estão passando pela crise dos 29. Eu também já tive essa crise, gente. Se soubesse que era tão melhor ter 30 que ter 29, nem teria soltado a pérola da copa...

Somos mulheres e isso já nos faz belas, seja com que idade estivermos. A beleza e a juventude não estão na pele, nos músculos, nem nas curvas, mas no brilho do olhar- o espelho da alma. A alma feliz aformoseia o rosto e ilumina o olhar. Alma feliz é alma bem resolvida, segura, satisfeita, é coração alegre. Portanto, alegrem-se, façam uma festa no aniversário de 30 (como eu fiz e foi muito bom!) e venham logo pra cá, sem medo! Balzacas e bem mais felizes. Daqui pra frente, tudo o que vier é lucro. Como eu sou dos anos “80” (hehehe), digo sempre que não fiquei velha, apenas passei de fase no videogame da vida e hoje sou completa- beleza, juventude e segurança. E nessa nova fase (a melhor), muitas surpresas me aguardam!!! UHU!!!

Bjx!!!

“O coração alegre aformoseia o rosto.” (Provérbios 15:30)





Ela não é o máximo???

Amiga, obrigada por dividir e consolar a gente ao mesmo tempo!!!rsrsrs
Te Amo!!!

9 comentários:

  1. adorei o post , eu tenho 22 anos e tdo isso q foi relatado eu passo ,parece q eh tdo ou nda, se não conseguir o que kero nunca mais vou conseguir ,num vejo a hora de chegar aos 30 pra obter essa confiaça rsrsrs
    bjinhus

    ResponderExcluir
  2. Mandy, essa loucura que faz a gente chegar confiante nos 30!!! viva cada crise, cada loucura!!! hauhauha
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Lu, adorei o post! Grazy é mto boa no que faz!!

    Faltam 4 meses para eu me tornar balzaca, mas ao contrário das meninas citadas por Grazy no texto, não estou e nem nunca fiquei desesperada por isso! Na verdade, eu anseio por este dia! Adoro fazer aniversário e ficar mais velha é consequência... Talvez eu esteja tranquila por estar casada e com filho, pois por mais modernas que sejamos, a vida só fica completa qdo nos casamos e temos filhos... Mas, quem está prestes a se tornar balzaca e ainda está solteira, não se desespere! A tendência agora é a vida começar aos 30, pq somos criadas para estudar, ter carreira e depois pensar em filho...E com o auxílio da medicina, é mto maior os casos de mães após os 35 do que na época das nossas mães!!!
    Envelhecer é bênção do Senhor!!!

    bjs, Lud

    ResponderExcluir
  4. Migata... amei o que vc escreveu...
    Realmente estou muito melhor agora de quando eu tinha 20 anos.... E Fala sério né... somos lindas aos 30...

    Bjus pra todas.... Fefa

    ResponderExcluir
  5. adorei o post, super divertido. rsrsrs
    eh eu ainda estou longe, mas imagino q passe vooando, dos 15 pros 20 foi um espirro! :P
    mas ate q sou mt pouco encanada com minhas celulites e gordurinhas. engordei bastante do final do ano pra ca, mas gosto de comer e ser feliz :D
    hahahha se tiver q emagrecer paciencia ne?! a gente emagrece!
    lu a grazi precisa ler esse post, acho q ela ta nesse crise! hahahaha
    bjsss

    ResponderExcluir
  6. Manda ela ler Aline!!!!
    Bjos lindona!!!

    ResponderExcluir
  7. "Maravilindo" este blog. Tava vendo alguma decoração pra minha festa de noivado e vi umas dicas... adorei! Esse post 30 anos tá demais. Ainda tenho 2 anos pela frente e me deu uma aliviada! [rs] Parabéns, Luciana. Seu blog tá demais. Mil beijos.

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Tati!!!
    Fico muito feliz! Se tiver alguma sugestão, é só falar! O blog é nosso!!!
    Bjos e seja bem-vinda!!!

    ResponderExcluir
  9. Nossa ameeeeeeeeeeeeeeeeei este post!
    Nossa amiga Grazy arrasa mesmo....escreve como ninguém.
    Bjs, MU

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Volte sempre!