terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Alergia a Esmalte

Olá!!
vim falar sobre Alergia a esmalte.

Eu tinha 17 anos, e como toda menina vaidosa, fazia as unhas toda semana!
Só que depois de um tempo comecei a ter umas feridas ao lado da boca que só ia aumentando, aumentando.
Minha mãe me levou a vários Dermatologistas e nenhum descobria o que era, fiquei nisso uns 6 meses e a ferida só aumentando a ponto de não querer nem sair na rua! Até que fui numa médica, muito querida por sinal (que eu não lembro o nome, hehe), que constatou ser Alergia a Esmalte! Foi um susto e um alívio ao mesmo tempo (detalhe que eu tinha feito a unha naquele dia!!!)
A Doutora suspendeu, obviamente, o esmalte e pasta de dente com flúor; passou umas pomadinhas e voilá, depois de duas semanas estava praticamente curada!

E começou a procura aos esmaltes hipoalergênicos/antialérgicos!!




Naquela época era muito difícil encontrar e quando encontrava era muito caro! tipo, uns R$25,00 um vidrinho pequeno! Minha mãe, obviamente disse Not! 
Descobrimos então, depois de um tempo, a marca Argento, fiquei radiante né?! o melhor, era baratinho!!! O problema é que não existiam muitas cores, mas já estava bom demais, pra quem ficou uns 2 anos sem pintar a unha!
Obs: Voltei a usar a pasta de dente normal depois de um ano, eu usava a Phillips.


Depois de um tempo, fuçando a internet, achei um artigo num blog falando sobre esse assunto e que umas meninas testaram a marca Colorama e não deram nenhuma reação! Fiquei insandecida, vou testar, vou testar e deu certo! Graças a Deus!!!!





Mas o que causa a alergia repentina?

A alergia ao esmalte causa lesões ao redor dos olhos e pescoço, com vermelhidão e coceira, lugares onde levamos as mãos com freqüência. Pode-se dizer que 10% da população possui alergia ao esmalte.O principal causador de reações alérgicas é o formaldeído e o tolueno presentes na composição dos esmaltes. O tolueno é um solvente (barato) da fórmula tradicional de esmaltes. O formaldeído está presente na resina do esmalte. Pode ser também a mica, que é um pigmento utilizado nos esmaltes cintilantes e perolados.

A alergia não tem cura. Por isso, a solução é abandonar o esmalte comum. "Há a opção de usar outros esmaltes antialérgicos que não tenham substâncias principais causadoras da alergia".

Para se livrar do desconforto, a primeira medida é evitar o contato com a substância da qual é alérgica. Também fuja do calor, que pode piorar a reação. Outro fator destacado pela dermatologista é o estresse, que pode piorar o surto de alergia.

Livrar-se dela? Talvez com o tempo. Algumas vezes, após muitos anos de abstinência do alérgico a alergia pode ficar mais fraca, mas em geral dura para sempre, o que eu acho que foi o meu caso.

Bjos!

2 comentários:

  1. Eh eu também descobri que só Colorama eu posso usar!

    O Risqué, Impala nem pensar!! O RIsqué já me irrita pelo cheiro forte.

    ResponderExcluir
  2. Pra mim, impala é o pior de todos!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Volte sempre!